Category Archives: Tipos de provas

XCM, XCO, XCE e Ciclismo

Cross Country Maratona (XCM):

É um tipo de prova em que o percurso é longo, por trilhos e estradas de terra, podendo haver partes de asfalto.

Ciclismo de Estrada:

É um tipo de competição desportiva, derivada do ciclismo, disputada exclusivamente em estradas, utilizando bicicletas próprias para esse fim. As provas em circuito são disputadas num circuito entre 800m e 10.000 m.

 

Cross Country Olímpico (XCO):

É uma prova disputada em circuito fechado, em que os atletas devem completar certo número de voltas para terminar a prova. O circuito de uma prova de XCO tem geralmente entre 4 a 6 km e é um percurso bastante técnico, com subidas e descidas com forte inclinação, pedras e raízes , que requerem grande capacidade técnica e física.

 

Cross Country Eliminator (XCE):

É uma nova modalidade de BTT em que quatro atletas competem uns contra os outros em cada manga. Os dois atletas mais rápidos passam à fase seguinte, enquanto que os dois atletas mais lentos são eliminados da corrida. O percurso de XCE tem entre 500 a 1000m.

XCO e XCM: Qual a diferença?

por Hudson Malta/Redação BikeBros.com.br

Há duas modalidades no Mountain Bike (MTB), totalmente baseadas no MTB original, cujas siglas (XCO e XCM) ainda fazem confusão na cabeça de muita gente. Neste artigo, vamos explicar as diferenças entre os dois e dar dicas de como curtir ao máximo a modalidade da sua escolha.

“E fez-se a luz…”
Desde sua “invenção”, há pelo menos 30 anos, o MTB já passou por inúmeras evoluções, tanto nos aspectos práticos quanto técnicos. Praticamente tudo mudou desde aqueles dias nas montanhas de Marin County , Califórnia, onde doidos como Joe Breeze, Otis Guy, Gary Fisher, e Tom Ritchey desciam as trilhas locais feito loucos, pilotando antigas bikes Schwinn Excelsior parcamente modificadas – as famosas “Klunkers”. De lá pra cá, o esporte se dividiu em várias categorias, tornou-se olímpico e revolucionou o mundo da bicicleta, arregimentando uma multidão de fanáticos apaixonados pelo mundo todo.

read more »